A Comissão de Constituição e Justiça (CJR), reunida na manhã desta terça-feira (20), deu parecer contrário à emenda que propõe exigir experiência e graduação específica para os diretores e gerentes da nova autarquia Transitar. A emenda, de autoria dos vereadores Fernando Hallberg (PDT), Policial Madril (PMB) e Pedro Sampaio (PSDB), acrescenta um dispositivo ao Projeto de Lei nº 56/2019. O projeto, a emenda e o parecer serão submetidos à apreciação dos vereadores na sessão ordinária do mesmo dia.
Em seu parecer, o relator Josué de Souza (PTC) alegou que a emenda infringiria uma competência do Poder Executivo de estabelecer regras para a admissão de pessoal. O presidente da CJR, Jaime Vasatta (Podemos) e o secretário Rafael Brugnerotto (PSB) acompanharam o voto do relator.

Clique aqui para ler o parecer!


Assessoria de Imprensa/CMC